Categorias
Conexão Inovação

E agora, o que é ser um desenvolvedor?

Com a chegada do Amazon Honeycode, muitas pessoas que não conheciam o termo “nocode”, foram impactadas por essa onda de desenvolvimento sem código. 

Pode parecer novo, mas essas ferramentas já existem há muito tempo. E algumas empresas no mundo já tem o modelo de negócios completamente baseados em estruturas de softwares sem código.

É possível desenvolver aplicações extremamente complexas neste sistemas. E a cada dia as barreiras estão ficando menores, possibilitando criar a maioria das soluções que conhecemos sem precisar contratar um desenvolvedor tradicional.

Desenvolvimento sem código

O desenvolvimento sem código pode apresentar algumas dificuldades quando o assunto é integração com outras plataformas. O que não acontece com o desenvolvimento tradicional, que  permite mais opções para criar detalhes e incrementos específicos.  

Esses limites não serão barreira para o que vem pela frente. O lançamento da Amazon Honeuycode com um investimento massivo de mídia, mostra que as grandes empresas já estão de olho em formas de desenvolver suas soluções sem precisar mais contratar pessoas específicas para isso. É um cenário novo, desafiador mas ninguém pode dizer que era imprevisível.

Quem desenvolve sem código precisa aprender a lidar com essas limitações e planejar um produto que pode seguir um caminho inovador. E aí que entra o planejamento de produto, criando maneiras de entregar valor dentro de um cenário com os seus limites e qualidades.

Como construímos produtos digitais? 

Aqui na Codenuts trabalhamos com bubble.io. Uma plataforma sem código que conta com mais de 10 anos de mercado e alguns milhões de clientes. Escolhemos desenvolver desta forma porque entendemos o valor do tempo que uma empresa leva para colocar uma ideia no mercado.

Sabemos que quanto mais tempo leva o planejamento, mais chance tem-se de perder a originalidade da ideia, por isso planejamos produtos que oferecem valor rapidamente sem as dores mais profundas de um desenvolvimento tradicional.

Se você tem um negócio digital ou já pensou em montar um, sabe a dificuldade que é encontrar um desenvolvedor para te ajudar. São profissionais caros e muitas vezes difíceis de acessar, por causa do tempo escasso que tem devido ao volume de requisições que recebem.

Os modelos de desenvolvimento sem código vem facilitar esta realização. Enquanto é necessário alguns anos para ser um bom desenvolvedor tradicional, hoje, em quatro meses, é possível que uma pessoa com alguma esperteza se torne um bom desenvolvedor sem código.

Essa realidade vem transformar o mercado de produtos digitais, fazendo os profissionais pensarem novamente sobre seus modelos de desenvolvimento e realização de projetos. O que era antes muito caro passa a ser mais acessível, tornando desnecessário alguns processos de descoberta que sempre serviram para economizar na hora de desenvolver.

Em resumo , com o desenvolvimento mais barato, você não precisa investir tanto tempo para saber se sua ideia vai ser comprada. Você pode simplesmente produzir e colocar no mercado, porque o investimento de tempo para validar pode ser maior do que o investimento para criar.

Uma vez que o desenvolvimento fica bem mais barato, esta descoberta requer menos esforço, menos pessoas, menos especialidades, transformando o modelo de trabalho em algo mais dinâmico e as necessidades de conhecimento em algo mais tático.

Saber desenvolver sem código não é tudo. É somente a ponta da criação de produtos eficientes e rentáveis. Também é preciso ter visão de mercado, entendimento de usuário e outros conhecimentos para que o desenvolvimento sem código tenha valor. Desenvolvimento é só desenvolvimento, sem propósito não serve pra muita coisa.

Para você empreendedor, este é o seu momento. E é hora de tirar do papel aquela ideia incrível e compartilhar com o mundo à sua genialidade. Você pode hoje aprender a fazer uma aplicação muito rapidamente e colocar no mercado. Vai te exigir algum esforço, porque não é simples, mas não é um esforço tão complexo quanto aprender uma linguagem de programação.

Portanto, mão na massa e vejo você no mercado!

Categorias
Conexão

Como ouvir seu cliente e agir de acordo

Durante muito tempo montamos nossas estratégias de negócios baseados somente na nossa intuição. Mas hoje em dia, o cliente tem um comportamento de compra que desafia os profissionais de marketing mais experientes. Por isso é essencial ouvir seu cliente e agir de acordo com as sugestões que ele te oferece. O cliente é a melhor fonte de inovação para a sua empresa e agora vamos entender como é possível criar uma parceria com os seus clientes e crescer seus negócios em harmonia com os desejos deles.

Descubra seus melhores clientes

Você deve ter uma lista de cadastros ou mesmo uma base de e-mails. Pois é, essa é a sua fonte inicial. Faça uma busca pelos e-mails que mais aparecem no seu site ou que utilizam seu serviço ou aplicativo. Escolha mais ou menos 5% da sua base para criar sua lista VIP de clientes formadores de opinião.

Crie uma comunidade com seus clientes

Escolha uma ferramenta que te ajude a colocar estes clientes em um ambiente colaborativo, aonde eles possam dar sugestões, ideias e comentar sobre melhorias que gostariam de ver no seu serviço. Quando você oferece essa oportunidade, seu cliente passa a se considerar parte do seu produto ou serviço, ajudando ativamente nas melhorias que você precisa implementar para mantê-lo próximo e apaixonado pela sua marca. Utiliza uma ferramenta como e-mail ou até um convite via WhatsApp, destacando a importância desse cliente para sua marca. Explique que ele faz parte de um grupo seleto de clientes que, você acredita, podem transformar o produto que eles tanto amam em algo cada dia melhor.

Incentive agindo

É muito importante manter a comunidade viva. Para isso, os integrantes precisam perceber que a participação deles é realmente importante. Para conseguir produzir esta sensação de pertencimento, procure sempre ser transparente e demonstrar para eles como a participação ativa na sua comunidade gera mudanças reais no seu produto. Uma boa forma de fazer isso, é ter uma rota de desenvolvimento pública, aonde você pode exibir quais sugestões estão em produção e quais estão planejadas para serem implementadas.